A fibra óptica é a mais moderna transmissão de dados que existe. Além de aumentar a capacidade da internet, garante maior velocidade e estabilidade para o usuário.

Com isso, tem-se maior custo-benefício, fato comprovado pela grande adesão à fibra óptica em detrimento de bandas largas menos sofisticadas.

Evolução da internet

Antes, o uso da internet era restrito a computadores, mas com o tempo passou a ser utilizada também nos celulares. Depois, as TVs integraram conexão, bem como vídeo games. E, à medida que os anos passam, a internet fica mais presente nas nossas vidas.

A próxima evolução das conexões é a “Internet das Coisas”, que promete criar casas e até cidades inteligentes. 

A fibra óptica está no centro desta revolução das telecomunicações, devido a sua eficiência e grande volume de transmissão de dados. Por isso, para os provedores, tornou-se um excelente investimento, com alto índice de retorno.

Como funciona a fibra óptica?

A transmissão de dados pela fibra óptica é feita por meio da luz. Através de um fenômeno chamado Reflexão Total, o cabo utiliza a luz para conduzir o volume de informações. Para ela ser ultraveloz, esses cabos precisam ser fabricados de um material dielétrico, que atua como isolante. 

A luz não atravessa nem é absorvida pelo cabo óptico.

Esta tecnologia não permite que haja interferência eletromagnética causada por outros aparelhos elétricos. O cabo de fibra óptica não perde conexões, além de garantir fácil instalação, por serem flexíveis e finos.

Tipos de fibra óptica

Existem dois tipos de conexão de fibra óptica, uma pura e outra híbrida. A transmissão pura, chamada tecnicamente de FTTH (Fiber to the Home), funciona através de cabos que chegam até a casa do cliente.

No caso da transmissão híbrida, o cabo chega às centrais do provedor que redistribuem para as residências consumidoras via cabo coaxial. No entanto, os investimentos na área sugerem que cada vez mais a tecnologia FTTH seja usada.

A tecnologia do futuro

Se a comunicação se intensifica a cada dia que passa, as novas tecnologias surgem cada vez mais fortes e potentes. Para os próximos anos, muitas empresas apostam na tecnologia chamada Gigabit Optical Network (GPON).

O GPON é a comunicação através de fibra óptica com velocidade de 1 gigabit. Trata-se de uma internet ainda mais veloz e estável, que utiliza a fibra óptica para gerar mais resultado. Provavelmente, dentro de alguns anos, o GPON será a ferramenta que usuários e empresas usarão para potencializar sua internet, e eles irão atrás de provedores que sejam especializados na utilização da fibra óptica.

Fibra óptica no Brasil

Não é preciso dizer que cada vez mais é maior o número de usuários de internet no Brasil. Já são mais de 31 milhões de lares que possuem banda larga fixa. Só nos últimos meses, o crescimento atingiu 1,66 milhões, o que representa 5,49%.

Consequentemente, os serviços de fibra óptica também aumentaram depressa. A Anatel divulgou dados, em maio de 2019, que demonstram um recorde de ativações da tecnologia: foram 597,7 mil novos usuários ativos.

Os números impressionam. Desde janeiro, segundo o órgão, a cada 10 novos acessos em banda larga, 8 são conexões via fibra óptica. É um mercado em constante expansão.

Sua casa conectada com fibra óptica

No nosso mundo conectado, a internet passou a estar presente nos mais variados produtos. Os cabos de fibra óptica já estão presentes em telefonia fixa e móvel, internet banda larga e TV por assinatura. Em breve, sua geladeira será inteligente, assim como sua máquina de lavar e o ar-condicionado.

Para tudo isso acontecer, as empresas terão de investir ainda mais em fibra óptica. A transmissão de dados, por meio da luz, cria estrutura necessária, para que exista uma interconexão de diversos sensores. Os cabos ópticos irão enviar para a central todo o volume de dados necessário na internet das coisas.

É possível dizer, então, que o seu futuro está diretamente ligado à fibra óptica.

Mercado apostando alto

Os maiores provedores de internet estão investindo alto em fibra óptica. Toda semana o noticiário de negócios apresenta algum grande grupo investindo e se propondo a levar a tecnologia para todos os cantos do Brasil. Alguns podem pensar: “Se as maiores empresas estão investindo alto, só elas irão lucrar”. Há um engano nessa afirmação e você descobrirá por quê.

Ao mesmo tempo que as grandes empresas apostam alto, o mercado dos pequenos provedores também cresce, estima-se que o crescimento bate a marca de 30% ao ano. Estamos falando de um aumento em plena crise econômica, em um cenário não estável e de desemprego.

A razão para isso é muito clara. Os habitantes tendem, cada vez mais, a preferir provedores pequenos, próximos das suas casas, ao invés de esperarem muito tempo para serem atendidos quando tem problemas, eles podem ir até à empresa, e às vezes até conversar com o dono. Isso sem mencionar os valores atrativos para os habitantes dos municípios e da zona rural.

Agora, pense que grande parte desse crescimento se deve ao investimento em fibra óptica. Comprovou-se que pequenos provedores compram mais de 50% de fibra óptica por ano. O objetivo é melhorar a infraestrutura e especialização dos serviços e dos colaboradores.
A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) estima que é possível que a fibra óptica atinja um quinto das cidades brasileiras em cinco anos. São mais 12,5 milhões de lares.

Esse investimento ultrapassa os R$ 9 bilhões. Se compararmos com o crescimento dos últimos meses, sabemos que é plenamente possível.

Então os retornos são muitos?

Sim! Não se trata de uma aposta, mas da realidade do mercado de telecomunicações. Tudo demonstra que a fibra óptica é o futuro, o que justifica o grande investimento das maiores empresas e também dos pequenos provedores.

Além da internet banda larga, a fibra óptica é usada em comunicação móvel, que também está em expansão, além das Smart TVs. Sem mencionar a internet das coisas que promete conectar a casa toda. Ao mesmo tempo, a população procura por novos serviços, para fugir das grandes empresas.

Para os provedores, investir em fibra óptica não é apenas uma aposta, mas uma necessidade. É o serviço fundamental para o futuro. Quem não investir em especialização, corre o risco de estar fora do mercado. Portanto, prepare-se para conviver ainda mais com a fibra óptica!