Antes de começar um provedor de Internet, ou ISP, é necessário que se pense em diversos aspectos, como análise da região, obtenção da licença, investimento em funcionários, equipamentos, certificações, etc. Mas além de tudo isso, é preciso pensar no planejamento financeiro antes da abertura e depois, no dia a dia também.

Acontece que é um erro bastante comum ao iniciar uma empresa, independente do segmento, misturar as finanças pessoais com as da empresa, confundir faturamento com lucro ou até mesmo, não precificar o serviço de forma correta.

O primeiro passo é fazer uma auto-análise da gestão financeira do seu provedor: como ela é feita hoje?

Geralmente, os empreendedores de um provedor de internet, possuem um perfil técnico, mas é importante lembrar que nem só de aprimoramento técnico vive uma empresa. É extremamente importante investir no treinamento e bem-estar dos colaboradores, no atendimento aos clientes e claro, para o fluxo de caixa.

Sendo assim, elaboramos algumas dicas básicas para que você e sua equipe possam analisar a gestão financeira do fluxo de caixa para provedor de internet, vamos lá?

1. Monitore o fluxo de caixa diariamente

O planejamento estratégico mais eficaz para provedores de internet é a gestão do fluxo de caixa, é preciso conhecer as origens de todos os gastos da empresa. Dessa forma será possível entender qual é a maior dificuldade do seu ISP e então corrigi-los para construir uma visão de futuro sólida e realista, que possa acompanhar as tendências do mercado, expansão da rede e oferta de novos novos serviços.

Faça um registro de todas as movimentações financeiras, como entradas e saídas de dinheiro, diariamente. Tudo isso envolverá o custo dos equipamentos e da equipe, além do quanto se gasta com aluguel, condomínio, energia elétrica e materiais de escritório. Tudo deve entrar na conta, tudo mesmo! Assim, listar os custos das despesas fixas, contabilizar também as variáveis e mantê-las sempre em dia para não pagar juros é essencial para repassar os custos para os clientes.

Não se esqueça de manter um fundo específico para aquisição de novos KITs, pois em determinado momento o ISP terá uma crescimento onde se deparará com a necessidade de expansão e falta de recursos para isso

2. Não adie os registros

Sempre terá um dia em que terá algum contratempo que te fará adiar alguma tarefa, mas não deixe os registros serem uma dessas. As anotações precisam e devem ser periódicas. Determine um período e cumpra o ciclo rigorosamente.

Essa avaliação serve para todos os tipos de movimentações, mesmo que seja de um valor pequeno. Por mais que, à primeira vista, o valor pareça irrelevante, ele fará parte da soma do faturamento no fim do mês como todas as outras entradas financeiras do mesmo período. É uma dica essencial para fluxo de caixa para provedores de internet.

Os valores que serão movimentados no banco ou de formas digitais, também precisam fazer parte da análise do fluxo de caixa.

3. Utilize ferramentas para trazer praticidade

Planilhas financeiras são uma ótima opção para uma organização, ou utilizar de ferramentas para suprir algumas demandas de maneira mais práticas.

Existem alguns softwares e aplicativos que otimizam a gestão financeira, como os ERP´s (ERP é uma sigla derivada do nome Enterprise Resource Planning que, traduzido ao pé da letra, significa “Planejamento dos recursos da empresa”). ERP´s são softwares que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema.

4. Faturamento X Lucro

O aumento do faturamento com novos clientes não significa necessariamente que você terá maior lucro no fim do mês ou que você poderá gastar mais.

Algumas condições como os gastos com equipamentos, promoção, mão de obra e estrutura dos novos pontos de internet podem garantir que não haja um aumento considerável de lucro no final do mês no fluxo de caixa dos provedores de internet. Espere o fechamento do balanço mensal para conferir o resultado real e não gaste com antecedência, gaste o que tiver no planejamento.

5. Adicione indicadores de desempenho

Envolva os seus colaboradores, escute suas opiniões também e extraia o melhor delas para a construção do planejamento estratégico. Existem alguns indicadores de desempenho que são comuns a quase todas as empresas, como: lucratividade, ticket médio, despesas variáveis ou fixas, faturamento e os recebíveis em curto e longo prazo.

Tudo isso pode ser baseado no questionamento do fluxo de caixa, como: onde estamos? Para onde queremos ir? Como chegar lá?

6. Precifique o serviço
Para manter em dia o fluxo de caixa para provedores de internet, a precificação correta é um dos principais fatores e deve ser feita levando em conta fatores como os custos diretos, indiretos, análise da concorrência e seu diferencial de mercado.

7. Invista na equipe
Um ambiente harmonioso traz resultados para toda a empresa. Por isso, mantenha seus funcionários satisfeitos e eles trabalharão mais e melhor. Você pode investir em cursos de capacitação, happy-hours, benefícios, bônus de metas,etc. Essas atividades podem aumentar e muito a motivação dos funcionários e o aumento do fluxo de caixa para os provedores de internet.

Agora que você já sabe por onde começar o planejamento estratégico e como ter um bom fluxo de caixa, para ISPs mas ainda tem algumas dúvidas, baixe agora nossa planilha para o fluxo de caixa do seu provedor e descomplique!